quarta-feira , agosto 12 2020
Início / Conhecendo o Adversário / Conhecendo o adversário: o rei dos empates

Conhecendo o adversário: o rei dos empates

Após eliminar o Bragantino, no Pará, ao vencer por 2 a 1, o Ceará vai decidir a vaga na terceira fase da Copa do Brasil diante do Oeste, na Arena Barueri, às 21h30.

Diferentemente da primeira fase, quando o visitante tinha a vantagem do empate, a igualdade leva a decisão para as penalidades. Caso o Vovô avance de para a outra etapa, o valor destinado ao clube será cerca de R$ 1,5 milhões.

Rei dos Empates

Na Série B do ano passado, o Rubrão foi o terceiro time que mais empatou na competição: 17 vezes, mas em 2018 conseguiu o feito de equipe que mais saiu com a igualdade no placar. Foram 18 empates, ou seja, metade dos jogos.

Em busca da retomada

A temporada não começou de forma satisfatória para o Oeste. A equipe do interior paulista só venceu em uma oportunidade: o Ituano na segunda rodada do Campeonato Paulista. Perdeu para o Novorizontino, na estreia, empatou com o Guarani e tomou três sapatadas num 4 a 0 para o Palmeiras, outro 5 a 1, em casa, diante da Ferroviária e um 3 a 0 para o Red Bull Bragantino.

Na Copa do Brasil, o Rubrão eliminou o Bangu com um empate em 1 a 1, no Rio de Janeiro.

O duelo contra o Ceará é tratado como de suma importância, pois além do aporte financeiro, a equipe ganharia moral para sair da zona de rebaixamento do Paulistão.

Mudanças no time titular

Com os resultados ruins do início de temporada, o técnico Renan Freitas vem promovendo alterações no time que inicia os jogos. Para o duelo contra o Vovô, a equipe deverá ser diferente da que atuou diante do Red Bull Bragantino. João Paulo e Roberto devem voltar ao ataque, enquanto Fabricio Oya deve ser o articulador no meio de campo. A dupla de zaga deve ser formada pelos volantes Lídio e Betinho.

O provável time titular: Felipe Lacerda, Éder Sciola, Lídio, Betinho e Alyson; Manthuan e Fabrício Oya; Marlon, Roberto e João Paulo.

Com um time de transições lentas, o Oeste atua num 4-2-3-1 apostando na velocidade do seu ataque, mas com uma compactação bem aquém para a formação tática.

Arbitragem

  • Árbitro: Rodrigo Dalonso Ferreira (CBF-SC)
  • Assistente 1: Helton Nunes (CBF-SC)
  • Assistente 2: Johnny Barros de Oliveira (CBF-SC)
  • Quarto árbitro: Ilbert Estevam da Silva (CBF-SP)
  • Analista de campo: Philippe Lombard (CBF-SP)

Veja isso

Confira o histórico de confrontos entre Ceará e Fortaleza na Copa do Nordeste

O Ceará enfrenta o Fortaleza nesta terça-feira, (28), pela semifinal da Copa do Nordeste 2020. …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *