domingo , agosto 18 2019
Início / Ídolos / Ceará x Bahia: quando a camisa pouco importou

Ceará x Bahia: quando a camisa pouco importou

Em 2002, vestindo a camisa do Bahia, Sérgio Alves foi aclamado no PV

A consagração diante de uma imensa torcida já é uma dádiva que poucos jogadores têm a oportunidade de receber, que dirá então quando isso acontece em um momento em que o agraciado está do outro lado da “rivalidade”, vestindo uma camisa que, por hora ou pela história, é adversária.

+ Ouça as edições anteriores do PortalCast

Vitorioso, aqui e no Nordeste inteiro

Sérgio Alves de Lima, o “carrasco” para os íntimos, chegou ao alvinegro em julho de 1992, após excelente passagem pelo Central de Caruaru. Em cinco passagens por Porangabuçu, Sérgio Alves marcou 141 gols, sendo o terceiro maior artilheiro da história do clube, atrás apenas de Gildo e Mitotonio – destes 141, 23 foram assinalados contra o Fortaleza, em 25 jogos disputados, o porquê da alcunha de carrasco.

Desde o destaque no vice-campeonato da Copa do Brasil em 1994 ao encerramento da carreira com o acesso em 2009, muitas histórias, conquistas e gols trazem brilho à carreira de Sérgio Alves: a artilharia da Série B (23 gols) e do país (41 gols no total) em 2001, pelo Ceará; as passagens de êxito e com semelhante fama de carrasco pelo ABC; e, claro, o título da Copa do Nordeste pelo Bahia, sendo artilheiro da competição.

Inesquecível

Foi justamente na campanha do título regional em 2002, em um confronto entre Ceará e Bahia, que o artilheiro viveu uma das maiores emoções da sua carreira. Apesar de ser derrotado no duelo – o Ceará venceu o jogo pelo placar de 2 a 1 –, certamente ninguém saiu de campo com a mesma sensação que Sérgio Alves, aclamado pelo torcedor alvinegro mesmo sendo, naquela tarde, um adversário.

O respeito e a idolatria não vieram de graça, tampouco por acaso. É recíproco. Sérgio Alves de Lima, com sua tradicional camisa 11, marcou o nome na história do alvinegro: seja com gols, pela língua afiada ou por ser carrasco em uma rivalidade tão grande quanto a nossa. Ou, na verdade, pelo conjunto de todos estes fatores.

O que esperar do confronto entre Ceará x Bahia, neste sábado? Falamos sobre isso na última edição do PortalCast. Acompanha aí!

Veja isso

Com sete gols marcados, Galhardo pode bater marca histórica no Ceará [Foto: Ronaldo Oliveira]

Galhardo pode bater marca histórica no Ceará

Petróleo, em 1986 e Felipe Azevedo, em 2011, são os maiores artilheiros do Ceará na …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *