domingo , agosto 18 2019
Início / Opinião / Análise: Fernando Sobral e a variação tática dentro do jogo

Análise: Fernando Sobral e a variação tática dentro do jogo

No radar do clube desde 2013 e vindo de ótima Série B, Fernando Sobral busca espaço na equipe principal


Dentre as dezesseis contratações que o Ceará fez visando a temporada 2019, a aquisição do meiocampista Fernando Sobral, sem dúvida alguma, foi uma das contratações mais elogiadas pelo torcedor e pela crônica.

Apesar do rebaixamento do Sampaio Corrêa, Fernando Sobral – assim como William Oliveira, também adquirido pelo Ceará – se destacou e chamou atenção de alguns clubes. Polivalente, o meia conseguiu figurar entre os melhores em boa parte das estatísticas da Série B, em levantamento feito pelo excelente site Footstats.

Meiocampista figurou bem nas estatísticas da Série B 2018, mesmo com o descenso do Sampaio (Arte:Footstats/Twitter)

O interesse do Ceará, no entanto, não é recente. O clube já monitorava Fernando Sobral desde 2013, quando, aos 18 anos, o armador foi eleito revelação do Campeonato Cearense daquele ano, após o vice-campeonato do Guarany de Sobral, diante do próprio Ceará. Apesar do interesse recíproco na época, a negociação não avançou: o Guarany exigiu uma multa rescisória e o Vovô rechaçou a possibilidade naquele momento.

Alguns anos se passaram, os caminhos se cruzaram e, desta vez, com final feliz: o Vovô pagou a multa rescisória e adquiriu parte dos direitos econômicos do atleta, assinando por três temporadas.

Pedindo passagem

Após a vitória diante do Ferroviário, na semana passada, o técnico Lisca elogiou Sobral e disse que o atleta estava “pedindo passagem”, mas até aqui as oportunidades – sobretudo com o time principal – são raríssimas.

Ontem, diante do Salgueiro e mais uma vez com time alternativo, Sobral participou dos três gols do Ceará: duas assistências e um belo gol marcado.

Há, inclusive, um clamor muito mais forte em prol de oportunidades a partir de agora e que, convenhamos, com razão.

Variação tática dentro do jogo

Uma possível titularidade de Fernando Sobral coloca à disposição de Lisca a opção de variável no posicionamento do jogador e consequentemente do conjunto dentro do próprio jogo, com as mesmas peças. Segundo volante de origem, ele pode atuar tanto na marcação, como também centralizado mais à frente (na função exercida por Ricardinho atualmente) ou nas pontas – algo que fez muito na Bolívia Querida.

Imagem: Portal Alvinegro

No quadro 1, mostrado acima, temos uma figura que ilustra o posicionamento de Fernando Sobral no primeiro tempo diante do Ferroviário. Com o alvinegro posicionado no 4-2-3-1, Sobral esteve à frente dos dois volantes (Edinho e Auremir), fazendo a função atualmente desempenha por Ricardinho, no time considerado principal.

Imagem: Portal Alvinegro

Já nos quadros 2 e 3, observados na segunda etapa, Lisca optou por uma variação tática, usufruindo do recurso que o meiocampista oferece. Atuando mais recuado, formando uma trinca de volantes, Fernando contribuiu com a marcação e na melhora da saída de bola.

Imagem: Portal Alvinegro

Com qualidade técnica apurada e oferecendo opções para o treinador, Fernando foi uma contratação com critério por parte do clube e, obviamente, será importante para o grupo ao longo da temporada.

É necessário, no entanto, que mais do que verbalizar uma oportunidade, Lisca também o faça na prática, até por meritocracia, do que ele tanto fala.

Veja isso

Com sete gols marcados, Galhardo pode bater marca histórica no Ceará [Foto: Ronaldo Oliveira]

Galhardo pode bater marca histórica no Ceará

Petróleo, em 1986 e Felipe Azevedo, em 2011, são os maiores artilheiros do Ceará na …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *