sábado , fevereiro 23 2019
Início / Copa do Brasil / A relação entre Ceará e Central

A relação entre Ceará e Central

Nesta quarta-feira (6), em Caruaru, o Ceará visita o Central pela primeira fase da Copa do Brasil, às 21h15 (local).

O duelo definirá quem se classifica para a próxima etapa da competição. Em jogo único, o Alvinegro tem a vantagem do empate para avançar, enquanto ao Central só a vitória interessa.

Além da classificação, está em jogo boa recompensação financeira. O Ceará já recebeu R$ 920 mil pela participação na primeira fase do torneio. Caso avance, vai embolsar mais R$ 990 mil.

Para a partida, o Ceará deve atuar com: Richard; Samuel Xavier, Luz Otávio, Valdo, Felipe Jonatan; Edinho, Juninho, Ricardinho e Felipe Baxola; Vitor Feijão e Ricardo Bueno.

O goleiro Diogo Silva se contundiu já em Recife e não estará a disposição da comissão técnica. Assim, Richard assume a titularidade e Fernando Henrique viaja para completar o banco de reservas.

A relação entre Ceará e Central

Dois grandes jogadores da história do Ceará saíram da Patativa diretamente para Porangabuçu. Um dos maiores ídolos do clube, Sérgio Alves, estava emprestado pelo Sport ao Central.

Nascido em 1970, o ‘Carrasco’ iniciou a carreira no Sport-PE, em 1990, mas se firmaria no futebol somente em 1992, atuando pelo Central de Caruaru-PE, e sendo o destaque do time na campanha do estadual pernambucano do mesmo ano, gerando o interesse do clube que mais teria identificação na sua carreira: o Ceará.

Outro atleta que veio da cidade do maior São João do Mundo (há controvérsias) foi o lateral-esquerdo Bezerra. O ex-jogador caruaruense começou a carreira com a camisa do Central em 1975 e alcançou o ápice no Ceará. O ala defendeu o Vovô por uma década: entre 1978 e 1988.

Bezerra atuou com destaque pelos dois clubes. No Ceará, o ex-lateral ficou uma década.

Com quatro títulos estaduais (1980, 1981, 1984 e 1986), o atleta possui a incrível marca de 461 jogos pelo clube sendo o terceiro que mais vestiu o manto alvinegro.

OUÇA NOSSO PODCAST

Retrospecto

O duelo mais marcante entre as duas equipes foi a fatídica eliminação do Ceará, em 2009, quando o goleiro Adilson falhou e o atacante Buiú marcou o gol que eliminou o Vovô.

O duelo de logo mais no Estádio José Luiz de Lacerda, o Lacerdão, será o de número 15 entre os dois alvinegros, e os cearenses levam uma ligeira vantagem. O Vozão venceu cinco duelos, contra três triunfos do Central, além de seis empates. No quesito bola na rede, a Patativa tem um desempenho melhor, são 16 gols anotados, contra 14 da equipe cearense.

Confira o histórico de Central x Ceará:

Central 1 x 2 Ceará – amistoso – 1960 
Ceará 2 x 1 Central – Série A – 1979
Ceará 0 x 0 Central – Série B – 1984
Central 1 x 1 Ceará – Série B – 1984
Central 0 x 0 Ceará – Série B – 1988
Ceará 1 x 1 Central – Série B – 1988
Central 4 x 1 Ceará – Série B – 1992
Ceará 1 x 0 Central – Série B – 1992
Central 3 x 1 Ceará – Série B – 1994
Ceará 3 x 0 Central – Série B – 1994
Ceará 1 x 0 Central – Série B – 1997
Central 4 x 0 Ceará – Série B – 1997
Central 0 x 0 Ceará – Copa do Brasil – 2009
Ceará 1 x 1 Central – Copa do Brasil – 2009

Veja isso

Loucura além da conta: entenda a saída de Marcelo Rospide do Ceará

Na tarde da última sexta-feira (22), uma notícia divulgada pelo jornalista Pedro Ivo, do UOL, …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *