segunda-feira , dezembro 17 2018
Início / Principal / “Eu tinha certeza que ia fazer o gol”

“Eu tinha certeza que ia fazer o gol”

Juninho falou após o jogo contra o Paraná que estava confiante para cobrar o pênalti e sobre a importância do resultado para o alvinegro

O volante Juninho chegou no inicio da temporada ao Ceará com status de grande contratação, e não era para menos. O jogador, que sempre foi um sonho da torcida alvinegra desde os tempo em que ainda atuava pelo Macaé, acabará de ter muito destaque pelo Bahia e era um dos jogadores mais cobiçados do futebol nordestino.

Desde sua chegada ao alvinegro, o meio-campista sempre ostentou a titularidade na equipe. Formou o meio-campo na conquista do bicampeonato cearense, e atuou bem em grande parte da campanha na Copa do Nordeste e Copa do Brasil. Porém, o destino começou a mudar para Juninho no inicio da Série A. Contra o Paraná veio a redenção do jogador. Após boas atuações no meio do campeonato, o jogador vai ganhando sequência e segurança com Lisca, exatamente no momento mais decisivo para o Mais Querido na competição.

Juninho foi apresentado a torcida na tradicional “Feijoada da Arrancada”, promovida pelo Ceará no inicio da temporada. (Foto: Cearasc.com/Divulgação)

O gol contra o Paraná foi o primeiro de Juninho na Série A 2018. Entretanto, o meia se mostrou pronto e confiante para ajudar o clube em um momento tão importante na temporada.

“Eu sempre treino pênaltis. O professor(Lisca) colocou algumas opções ali e falou que quem estivesse se sentindo a vontade poderia chegar na bola. E quando teve o pênalti eu não pensei duas vezes, não hesitei, já peguei a bola e eu tinha certeza que ia fazer o gol”, afirmou o jogador alvinegro.

Ao longo do ano, Juninho foi alvo de muitas criticas da torcida. Acusado de ser sonolento e sem vontade nos jogos, o jogador disse que sempre respeitou a torcida e manteve a calma para ajudar o clube no momento certo.

“A torcida pegou no pé por alguns lances que acabam acontecendo. Na posição que eu jogo, todo volante, todo meia, acaba perdendo bola. Infelizmente a bola que eu perdi acabou resultando em gol. Isso acontece com quem não se esconde do jogo. É impossível você jogar no meio campo e não errar uma bola nos 90 minutos. Mas é isso, Deus abençoa, Deus honra a quem trabalha, e quem acompanha meu dia-a-dia sabe que eu nunca murmurei e sempre trabalhei”, completou Juninho.

(Foto: Fernando Ferreira/cearasc.com)

O Ceará volta a campo no próximo domingo(25), contra o Atlético-PR, na Arena da Baixada. O treinador Lisca ainda não confirmou o time que vai a campo, mas com a volta de Richardson, Juninho disputa uma posição na equipe titular com Edinho. Resta saber se o treinador alvinegro dará mais uma oportunidade para o meio-campista manter a sequência de jogos com a camisa do Vozão.

Veja isso

Heróis da permanência #06 – Luiz Otávio, a eficiência necessária

Sem ter vida fácil em nenhum jogo, o zagueiro mostrou a importância de ser eficiente …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *