segunda-feira , dezembro 17 2018
Início / Ídolos / Os 38 anos de Mota: o torcedor que virou jogador

Os 38 anos de Mota: o torcedor que virou jogador

Imagina você torcer por um time na infância, ir aos estádios, apoiar nas arquibancadas, vibrar com seus amigos a cada jogada, e estravar na hora do gol. Provavelmente você saiba bem como é sentir todo esse turbilhão de emoções, afinal de contas, você deve fazer isso com certa frequência. Agora imagina você ter a oportunidade de ir além. Conseguir entrar se tornar um jogador profissional e representar seu time de coração, mas dessa vez, dentro das quatro linhas.

Assim foi com João Soares da Mota Neto, o nosso “Mota”. O eterno capitão e camisa 9 do Vozão, em campo, era exatamente aquilo que nós sempre cobramos de nossos jogadores. Com Mota vestindo a camisa alvinegra, nunca faltaram raça, técnica, garra e respeito pelo Ceará.

Mota, alambrado e torcida: a química que sempre deu certo para o Ceará.

Mota jogou três temporadas pelo Ceará. Foram 181 partidas com 89 gols marcados, o que o levou ao top 10 de maiores artilheiros do clube. Conquistou quatro títulos estaduais, um acesso a primeira divisão com o clube de coração, além do carinho, respeito e admiração da maior parte da torcida.

O matador, que quando marcava unia seu lado jogador com torcedor e corria para os alambrados, merece ser lembrado sempre como um dos grandes que vestiu a camisa alvinegra. Mota ajudou o Ceará a ser grande e sempre deixou claro que era um torcedor em campo.

Obrigado por tudo, Mota.

Veja isso

Heróis da permanência #06 – Luiz Otávio, a eficiência necessária

Sem ter vida fácil em nenhum jogo, o zagueiro mostrou a importância de ser eficiente …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *