domingo , Abril 22 2018
Início / Principal / O Ceará vice-campeão da Copa do Brasil em 1994

O Ceará vice-campeão da Copa do Brasil em 1994

O vice-campeonato em 1994 é até hoje, a melhor colocação do alvinegro na Copa do Brasil em toda a história da competição

O Alvinegro de Porangabuçu vinha de uma campanha ruim pelo estadual e teve seu início de competição meio conturbado.

A primeira partida do time no torneio foi contra o Campinense-PB. O Vozão venceu o primeiro jogo em casa por 2×0. No jogo da volta, acabou perdendo pelo placar de 2×1, mesmo com a derrota se classificou pois marcou gol na casa do adversário.

As coisas mudaram durante a competição. A demissão do então treinador, Mauro Fernandes, abriu espaço para que o lendário Dimas Filgueiras assumisse o comando técnico da equipe.

Foto: Fco Fontenele/Jornal O Povo

Veio então um dos adversários mais duros do Brasil naquela época. O Palmeiras, então patrocinado pela Parmalat, era comandado por Wanderley Luxemburgo e contava com grandes craques como: César Sampaio, Evair, Roberto Carlos e Kléber.

A equipe da capital cearense fez seu primeiro jogo no Castelão para um público com mais de 40 mil torcedores. Naquela partida, as redes não balançaram e a decisão ficou para o jogo da volta.

Já no segundo jogo alguns erros de arbitragem quase complicaram a vida do alvinegro, que foi com raça e determinação arrancar um empate com gols na casa do adversário.

A equipe cearense até saiu na frente mas em pênalti duvidoso marcado para a equipe adversária saiu o gol, deixando assim tudo empatado. O empate com gols fora de casa garantiu o Vozão na fase seguinte e marcou uma das maiores conquistas do clube na competição.

Com o resultado histórico, o técnico Dimas foi efetivado no comando alvinegro. O próximo adversário era o Internacional-RS. O Ceará venceu em casa por 1 a 0 e sacramentou a classificação na capital gaúcha.

Em uma partida bastante movimentada, com quatro expulsões, o Vovô acabou o primeiro tempo vencendo o jogo por 1 a 0,mas cedeu a virada no segundo tempo. Ainda assim o time comandado por Dimas segurou os gaúchos e chegou as semifinais.

Fase Final

A semifinal marcou o inusitado confronto com o desconhecido Linhares, do Espírito Santo. No primeiro jogo, na capital cearense, o Vovô não conseguiu furar o bloqueio do adversário e não saiu do 0 a 0. Imprensa e torcida acreditavam que o alvinegro deveria ter “fechado o caixão” dentro dos seu domínios. Mas a surpresa ficava para o jogo fora de casa onde o Mais Querido venceu a equipe capixaba por 1 a 0.

O Ceará então chegou a final de um campeonato de dimensão nacional. O adversário era 0 Grêmio de Felipão.

O primeiro jogo não saiu do 0 a 0, em um Castelão abarrotado e com um bom jogo das duas equipes, o placar ficou aberto deixando assim a decisão para a última partida.

No jogo da volta o Ceará acabou sendo derrotado por 1 a 0, numa partida bastante confusa do árbitro Oscar Roberto de Godói, que em um lance no final do jogo não marcou pênalti sobre o atacante Sérgio Alves.

Aquele time é até hoje lembrado e celebrado entre os torcedores alvinegros. O do time de Dimas Filgueiras ainda enche de orgulho a nação alvinegra.

Veja isso

Conhecendo o adversário #02: São Paulo

O São Paulo enfrenta o Ceará na Arena Castelão em jogo que deve marcar a …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *