quarta-feira , Abril 25 2018
Início / Cearense / Sem comando

Sem comando

O Ceará de hoje é um espelho. O time é o reflexo do treinador. O treinador, por sua vez, reflexo da diretoria. E a torcida, passiva, assiste tudo como se estivéssemos presenciando algo normal ou corriqueiro para um clube da grandeza do Ceará.

Após conquistarmos o título da Copa do Nordeste 2015, vivemos uma “fase” que parece eterna. Fracassos após fracassos e uma acomodação que nos faz entender o porquê de tantos jogadores e técnicos terem o interesse de trabalhar no Ceará: estrutura boa, salário em dia, cidade excelente, noitadas e, obviamente, a ausência de alguém que tenha culhões para exercer uma função importantíssima no futebol e algo que é extremamente necessário, a cobrança.

 Diretoria, técnico e vários jogadores – não todos, sejamos justos! – parecem acostumados e aparentam encarar com naturalidade e comodismo certas situações vexatórias que somos obrigados a passar. Após cada eliminação, cada fracasso, mais justificativas simplórias, rasas e cheias de superficialidade, aumentando ainda mais a indignação do torcedor – que, infelizmente, mesmo indignado parece assistir isso de fora, com um sentimento de impotência.

Nesta quarta-feira, 15, mais um vexame. Fomos eliminados na 1ª fase da Copa do Brasil, diante do Boa Vista-RJ, que faz campanha pífia no Campeonato Carioca. A insatisfação da torcida com o trabalho do técnico Gilmar Dal Pozzo e com a acomodação da diretoria é gritante, mas ao mesmo tempo impotente. O discurso é de calma, paciência e, por vezes, faz parecer que estamos no caminho certo.

O filme se repete.

Alguns personagens diferentes, outros são exatamente os mesmos.

As atitudes seguem a mesma linha.

E o final? Óbvio, não pode ser diferente.

Quem sofre com isso é a torcida

Impotente, assiste tudo calada. Sabe-se lá o porquê.

Saudações Alvinegras!

Veja isso

Sérgio Alves, o carrasco alvinegro

Sérgio Alves de Lima, mais conhecido como “carrasco” chega aos 48 anos de idade e …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *